fbpx
porPara inserir conteúdos no site

Retorno de investimento em marketing digital: o cálculo de ROI

Retorno de investimento em marketing digital: o cálculo de ROI

O marketing digital é uma estratégia nova no mercado que está tomando seu espaço por ser mais barata e mais eficaz que um planejamento de marketing convencional off-line. E isso acontece por uma série de fatores que você pode conhecer aqui.

Como todos sabem, o marketing digital não é apenas planejamento, mas também mensuração de resultados. Sendo assim, ele também possui uma forte qualidade que é, talvez, a maior de todas da lista: o retorno de investimento em marketing digital. O retorno das ações é muito mais palpável e objetivo do que o do marketing convencional, e ele se dá através do cálculo de ROI, uma métrica muito comumente usada para avaliar os retornos do planejamento e das ações on-line.

Retorno de investimento em marketing digital: o que é ROI?

O ROI, Return on Investiment ou Retorno sobre Investimento, é uma métrica usada para analisar o retorno de investimento em marketing digital. Ou seja, ele nada mais é que um cálculo do lucro de cada ação de marketing on-line realizada por cada real investido.

É uma das métricas mais utilizadas no marketing digital para analisar se as ações estão realmente sendo bem sucedidas e, assim, ver o que deve ser feito para melhorar e quais ações podem ser aperfeiçoadas. Dessa forma, o planejamento se torna muito mais certeiro, evitando que a empresa gaste dinheiro desnecessário e fazendo com que ela foque nas estratégias corretas.

Um exemplo bom de retorno de investimento em marketing digital é o caso do Google Analytics, serviço gratuito do Google capaz de apresentar estatísticas de visitação de um site, como a localização geográfica do visitante, como ele chegou à página, seu sistema operacional e o navegador usados, entre outras informações importantes. O Google Analytics é capaz de mostrar cada investimento feito e o seu retorno, diferente das mídias off-line – esse é um dos grandes diferenciais do marketing digital. Portanto, não existe investimento caro, mas sim investimento inapropriado, que acaba não dando retorno algum.

Retorno de investimento em marketing digital: como se faz o cálculo de ROI?

O cálculo do ROI nada mais é que o cálculo do valor que foi investido e o que foi gerado através deste em vendas, ou seja, o retorno de investimento em marketing digital que a empresa teve através de um bom posicionamento nos sites de busca, chegando, assim, ao público-alvo de maneira eficaz e, por fim, vendendo o produto ou serviço.

Para calcular corretamente o retorno sobre investimento, é preciso saber o valor do investimento inicial e os ganhos obtidos.

Valor do investimento inicial: o valor do investimento inicial são todos os gastos que a empresa teve para que a ação de marketing digital pudesse ser realizada. Isso inclui os gastos com a agência de marketing, os valores das ferramentas, os valores das ações, entre outros custos que possam vir a existir.

Ganhos obtidos: os ganhos obtidos representam o retorno de investimento em marketing digital, ou seja, os lucros finais da ação feita no marketing digital através das vendas concretizadas.

 

Com esses números em mãos, é só fazer o cálculo abaixo:

O valor obtido será o retorno que suas ações de marketing estão tendo na internet. Mas o que deve ser feito com esse número?

Retorno de investimento em marketing digital: como analisar os resultados?

Tudo bem, você conseguiu um resultado no cálculo do ROI e chegou até aqui. Mas o que exatamente significa o resultado das contas?

O resultado obtido pelo cálculo representa quantas vezes a sua empresa lucrou a partir do dinheiro investido. Se o resultado do ROI for 5, por exemplo, quer dizer que o lucro obtido é cinco vezes maior que o valor investido.

Dessa forma, é possível saber exatamente qual é o retorno de investimento em marketing digital, ou seja, quais são os resultados das ações que estão sendo feitas. Assim, fica fácil saber o que deve ser feito para melhorar, o que deve continuar do jeito que está e o que deve ser descartado por estar dando prejuízo.

Retorno de investimento em marketing digital: ROI para empresas que não possuem e-commerce

Não é só no marketing digital que dá para mensurar os retornos de investimento – esse tipo de métrica também pode ser feita em empresas que não possuem e-commerce. Mas como isso acontece?

Para que os resultados de uma empresa off-line possam ser medidos, é preciso ficar atento aos contatos que chegam por telefone, e-mail ou de qualquer outra forma. Então, a empresa recebe uma mensagem de um cliente e, assim, deve ser feita uma breve pesquisa que tem como objetivo descobrir de que forma a pessoa em questão encontrou o produto ou serviço.

Através dessas respostas, dá para saber de onde ela veio e, assim, através de uma planilha, serem analisados todos os contatos e qual foi a conversão em vendas. Com todos esses dados, é possível fazer o cálculo de ROI, saber o valor investido e também o lucro gerado em vendas.

Portanto, é muito importante que a empresa faça:

> Uma pesquisa dos e-mails e telefonemas que recebeu;

> A análise de onde os clientes vieram (seja de redes sociais, Google AdWords ou busca orgânica);

> O cálculo de quantos desses fecharam vendas e converteram;

> A análise do quanto foi investido e de quanto foi gerado em vendas.

Dessa forma, fica fácil saber quais foram os resultados do retorno sobre investimento, mesmo que não seja on-line.

Deu para entender que, além de todos os benefícios que proporciona (já mostrados no blog), o marketing digital também tem o poder de calcular exatamente quanto uma empresa está lucrando através de suas ações e vendas na internet. Você pode aumentar (e muito!) as suas vendas com as soluções de marketing digital.

Então, não dá para ficar de fora do mundo digital em plena era on-line! Veja, por exemplo, este vídeo, onde apresentamos os resultados reais de uma empresa. Nada mal, não é? Portanto, se quiser realmente impulsionar seus negócios e suas vendas, entre em contato conosco que podemos te ajudar!

Receba gratuitamente o Relatório de Auditoria SEO SemRush, a melhor plataforma do mundo.

porPara inserir conteúdos no site

Como destruir a objeção de vendas da insegurança

Como destruir a objeção de vendas da insegurança

Em nossa série de objeções de vendas, vamos agora a objeção da insegurança, muito importante e uma das mais difíceis de serem destruídas em qualquer negociação. Afirmações como,  “ah não sei, isso não dá certo pra mim ou acho que não preciso disso” são recorrentes.

Outra objeção que ocorre é o de que geralmente as pessoas tem a tendência em terceirizar os talentos e achar que certos produtos/serviços só servem para os outros, não funcionando com ela. Sempre dizendo que não consegue implementar ou usar o seu produto, colocando inúmeros obstáculos, o impedindo de fechar a venda.

Sabe aquele franzido de testa e olhar um pouco desconfiado, aquele rosto cheio de insegurança. Todo vendedor tá acostumado a lidar com clientes com essa expressão.

Antes de continuarmos, vamos mudar o conceito da expressão “convencer”? Muito usada e usurpada no mundo das vendas,ligada erroneamente ao perfil de alguém “bom de lábia”, “que tem 171”, que até as vezes engana as pessoas.

Consultemos o bom e velho dicionário o significado de convencer:

“Persuadir com argumentos, razões ou fatos. Ficar persuadido. Considerar, provando ou demonstrando.” Fonte: Michaelis

Portanto muito diferente do velho perfil. A própria origem da palavra convencer diz muito mais e o que é correto, con-vencer ou seja vencer junto, união.

Então a partir de agora quando você pensar em convencer mude o seu conceito, sendo um convencedor você será persuasivo, provando com argumentos sólidos e demonstrando a realidade, sem enganar. Têm uma pessoa especialista nisso, o Edson Oliveira, do Persuasão Extreme, veja aqui o vídeo dele, é muito bom.

Uma pessoa desinformada é uma pessoa insegura, então abasteça o seu consumidor de informações.

Mas veja bem, mais uma quebra de paradigma; em uma venda você não fala do produto mas sim da pessoa. É obvio que uma dada hora você irá falar do produto mas o foco é na pessoa.

Você irá falar dos benefícios que o produto trará para a vida dela, se você fala só do produto não estará falando das benevolências para ela.

As pessoas pagam um preço para receber valor, é isso que você entrega. Algo que transforme a vida delas. Isso que deve ser discutido e falado por você. O foco deve ser nos benefícios que o seu produto trará para resolver problemas e dores do seu cliente.

 

Consumidor informado, é consumidor seguro e ele será comprador. Tenha certeza disso!

Os gatilhos mentais da autoridade e da prova social devem ser muito usado nessas objeções de vendas.

Você tem que mostrar pra ela primeiro que deu certo pra você, que usou e conhece a fundo seu produto. Devendo passar da melhor forma a sensação de imparcialidade, passando a impressão de parceria, de que você não está ali só pra ganhar o dinheiro dela.

Lógico que a total imparcialidade é impossível de atingir, mas sem ter aquela impressão de estar ali para a enganar, de usurpar o dinheiro dela, de fazer aquela venda forçada.

Em segundo lugar tem que mostrar que dá certo para outras pessoas, isso vai matar duas objeções: “num sei, isso não dá certo e não dá certo pra mim, só pra ele”.

Você deve mostrar que aquilo dá certo para outras pessoas como ela. Portanto, se é um representante comercial prove que outros representantes adquiram o produto e tem todos aqueles benefícios que já havia sido informado antes. Ou se é uma pequena prestadora de serviços você prova que outras empresas como a dela foram beneficiadas, e assim por diante.

Temos que ponderar uma coisa importantíssima que infelizmente vejo em muitas empresas, a maioria dos vendedores não se preparam para o momento da venda, independente da forma como é feita, em reuniões, por telefone ou outros. Não procuram saber quem é o cliente, não fazem o planejamento de venda, sempre totalmente despreparadas. Isso é básico, então por favor, capacite-se para a venda com cada cliente, cada um tem uma dor e necessidade específica.

E finalmente, como provar que aquele produto deu certo para outras pessoas como ela. Certamente sua empresa tem alguns clientes satisfeitos e topariam dar um depoimento sobre o seu produto ou serviço. O efeito disso é espetacular, lembra da venda boca-a-boca, é isso que você está fazendo.

Óbvio que nem sempre você vai encontrar um depoimento que se encaixe no perfil do cliente/prospect que você estará vendendo, mas procure o mais próximo possível e na sua persuasão chegue o mais perto do perfil do depoimento.

Seria ideal se esse depoimento fosse em vídeo, mas pode ser um e-mail ou um testemunhal em seu site. Tem que passar veracidade, pessoalidade e espontaneidade, sem textos prontos e lidos.

Atitude, faça a diferença para o seu negócio!

Receba gratuitamente o Relatório de Auditoria SEO SemRush, a melhor plataforma do mundo.

porPara inserir conteúdos no site

Transforme a sua empresa através da venda online.

Transforme a sua empresa através da venda online

O cenário atual das pequenas e médias empresas têm ficado a cada dia pior, isso é fato. Por dois motivos; recessão econômica e mudança do comportamento de compra do consumidor. Mas há uma solução; a venda online pode modificar drasticamente o rumo da sua empresa.

Diante dessa situação a maioria dos empresários fica inerte, realmente são fatores externos que estão influenciando, e de uma forma intensa e irreversível. A crise econômica está aí desde 2011, em meio a políticas econômicas internas totalmente equivocadas e a uma crise internacional que perdura, principalmente na Europa. Não vamos delongar sobre assuntos econômicos, mas devemos estar atentos as circunstâncias que nos cercam e influenciam nossos negócios. Sobre o comportamento do consumidor estamos sempre abordando isso em nosso blog, em nossa abordagem sobre marketing 3.0. Mas vamos recapitular. O consumidor 3.0 é aquela pessoa reivindicativa, que se comunica sempre pela internet, buscando informações sobre tudo, inclusive acerca de produtos e empresas. Todos já sabem da velocidade que as informações se propagam nos dias atuais. A quantidade de informações despejadas nas redes são enormes e pode ter certeza que por menor que a sua empresa for, alguém está procurando pela sua empresa ou comentando sobre ela. O aumento ao acesso as informações é tão grande que chegamos a um nível absurdo e triste, saiu recentemente uma estatística; há mais celulares do que privadas no mundo. Indignante mas mostra a dimensão dessa revolução. E na mesma velocidade das informações o consumidor 3.0 se espalha revolucionando o modo como as pessoas fazem compras e se relacionam com as empresas. Portanto não há como ficar mais a sombra, as pessoas irão se informar antes de qualquer compra. E como as vendas online podem transformar a sua empresa diante desse cenário? A presença digital da sua empresa vai dizer tudo. Primeiro, se você não tem um site infelizmente as coisas estão piores do que se imagina. Vejo muitas pessoas se utilizando de perfis ou fanpages em facebook para falar que tem presença online. Sinceramente, isso é o que a secretária da minha residência faz para vender seus produtos da Avon, com todo respeito que ela e todas merecem. Há inúmeros argumentos que podem ser listados, assunto para outro hora. O uso da internet, principalmente para pequenas e médias empresas que não tem acesso as grandes mídias, é fundamental. Vamos falar claramente, qual o pior investimento que você faz? Aquele que não dá retorno, óbvio. Mas além disso, se você nem sabe que se o que você investiu deu certo ou não!?. Dados reais, de quantos contatos que você teve, através daquele real investido. E mais, o que aquele dinheiro te trouxe de venda. Há muitos anos atrás fui dono de uma gráfica, os empresários chegavam perto de mim e minha faziam uma pergunta básica, “quantos contatos você acha que conseguirei com este folder que estou te encomendando?” Respondia sinceramente, não sei. Algumas pesquisas indicavam na época um retorno de contato da ordem de 1%, mas muito empírica, sem argumentos sólidos diante de muitas variáveis. Na internet tudo é diferente, se é feito uma campanha no google adwords na parte paga como na figura, há relatório de tudo, de como e quando foi gasto cada real. Se for na busca orgânica (não paga), que é a parte logo abaixo, temos estatística em tempo real do que está acontecendo. Então a transparência é impressionante, você pode verificar através de dados reais e exatos de tudo o que foi investido, e isso pode ser acessível a qualquer um. Pelo menos com os meus clientes faço isso, dou acesso aos dados para que eles possam acessar a qualquer momento. E porque isso pode me ajudar na crise? Você pode vender mais, as vendas online estão ultrapassando as vendas físicas em muitos ambientes de negócio. Mas pode vir a pergunta; “você está me pedindo pra investir na crise?”. Sim, e porque você pode investir o quanto quiser, seja cem reais. E mais ainda porque você pode analisar se cada real que você investiu te trouxe retorno, e geralmente os resultados são escalonáveis. Retornos de aumento de faturamento de 10% são considerados baixos na estratégia de venda online. Sinceramente, se for com o profissional certo não há como dar errado. Esse é o pulo do gato, preste bem atenção se você está pensando em contratar o seu sobrinho que é “fera” em informática. Veja bem, isso é negócio e tem que ser feito por quem entende de marketing, puro e simples. As pessoas tendem a achar que o marketing digital é diferente do marketing chamado “tradicional” e NÃO É. E como a venda online vai resolver o meu problema com o meu consumidor 3.0? A internet é a melhor maneira de você fazer isso. A sua presença online é o que as pessoas vão ver da sua empresa, há inúmeras ferramentas para que você transmita a imagem da sua empresa. Vamos exemplificar. Como o seu site é; design amigável, tem usabilidade, fácil de encontrar informações? Responde e monitora os comentários nas redes sociais? Tem no seu site uma parte para depoimentos de clientes? Transmite realmente a imagem que você quer passar no ambiente digital? Enfim, para números não há argumentos. Quem não tem uma forte presença online está perdendo a oportunidade que o mercado está disponibilizando.

Receba gratuitamente o Relatório de Auditoria SEO SemRush, a melhor plataforma do mundo.

porPara inserir conteúdos no site

Como o Marketing Digital pode revolucionar sua empresa

É fato: vivemos na era do marketing digital. Isso se faz perceptível pela quantidade de marcas que anunciam nas redes sociais, na quantidade de e-commerces que estão aparecendo nas buscas do Google e até mesmo na quantidade de e-mails que recebemos com ofertas imperdíveis.

Isso acontece por um motivo básico: as empresas estão, cada vez mais, investindo no marketing digital como forma de atrair novos clientes e fidelizar antigos. Mas o que é marketing digital?

O marketing digital é considerado o marketing 2.0 pelo guru da área, Philip Kotler. Ele prevê as necessidades dos internautas e chega a eles de maneira mais rápida e econômica do que fazem os meios de publicidade convencionais. E, em um meio tão propenso aos conteúdos e informações, é mais do que necessário estar presente no mundo da web.

As vantagens do marketing digital para o seu negócio

Atualmente, as pessoas estão conectadas on-line de uma forma muito expressiva. Basta olhar ao redor enquanto anda pela rua – o que você verá é um monte de gente interagindo pelo celular. Por isso, mais do que nunca, essas pessoas procuram por conteúdos relevantes tanto no Facebook, Instagram, Twitter e outros sites, quanto no próprio Google. E sabe o que isso tem a ver com o seu negócio? Tudo.

Imagine que sua TV tenha estragado e você precise de alguém para consertá-la. Qual a primeira coisa que você faria? Se você pensou “procuraria um serviço de consertos em um site de buscas”, pensou certo. Diariamente, muita gente procura por um serviço ou produto on-line e quer encontrar um conteúdo relevante em relação a ele. Por isso, é muito importante marcar presença na rede de buscas. É como dizem por aí: se sua marca não está no Google, ela não existe.

Além disso, existem também as pessoas que não exatamente procuram pelo seu serviço, mas que possuem certo interesse e são clientes em potencial. Se seu negócio consegue chegar a elas de maneira sutil, apresentando conteúdo relevante (e não um anúncio pipocando na tela), as chances de consumirem seu produto ou serviço são muito grandes.

São muitas as vantagens de se investir em marketing digital:

Aproximação dos clientes: com todos os conteúdos e todas as formas de entrar em contato com o público-alvo on-line, a marca consegue se aproximar dos clientes, criando fidelidade e simpatia.

Aumento das vendas: as vendas são o maior objetivo de qualquer empresa. Com o planejamento do marketing digital, o público é acompanhado desde o início do processo de compra até o final. Ou seja, as chances de não haver nenhum resultado são reduzidas.

Personalização e segmentação: dentre todas as milhões de pessoas on-line, é preciso atingir exatamente o seu público-alvo com conteúdo relevante. Por isso, o marketing digital oferece a possibilidade de encontrar as pessoas certas através de segmentação, entregando a elas um material rico e acompanhando-as em toda a jornada de compra. E isso pode acontecer em vários canais diferentes: no site, blog, redes sociais, e-mail…

Redução de custos: mídias tradicionais, como TV ou rádio, costumam ser muito caras. Em compensação, na internet, é possível criar ações de marketing com um preço acessível a qualquer empresa – tudo depende de um bom planejamento de campanha.

Retorno visível e redução de erros: o marketing digital oferece métricas que mostram exatamente o quanto a empresa cresceu e lucrou com o investimento on-line. O controle das campanhas é grande, sendo assim mais fácil coletar dados, melhorar as ações feitas e corrigir o que não está sendo eficaz.

Como é feito o marketing digital?

O marketing digital pode ser feito de várias formas diferentes, e o uso de cada estratégia vai depender da necessidade da empresa e de um planejamento correto.

Os primeiros passos para que isso aconteça de forma eficaz são a pesquisa de mercado, a definição das personas (ou seja, das pessoas que representam o público-alvo) e quanto se quer gastar em campanhas on-line. Depois, é preciso analisar quais tipos de ação são interessantes para o caso em específico. Alguns dos principais são:

E-mail Marketing: com uma lista de e-mails coletada, seja por links patrocinados do Google que direcionam a uma Landing Page ou ao site, por Redes Sociais ou por outro tipo de cadastro, uma marca pode fazer muito. Um dos principais meios de se entregar conteúdo relevante na internet é por e-mail e, consequentemente, é uma das mais eficazes formas de fidelizar o público.

Google Ads / Links Patrocinados: aumentar os cliques no site de uma marca nos sites de busca é muito importante para que ela se torne conhecida. Por isso, investir em Links Patrocinados é investir no marketing digital e nas vendas da sua empresa.

Inbound Marketing: o Inbound Marketing (ou Funil de Vendas) é uma técnica que faz com que o público-alvo se identifique com uma marca através do conteúdo, gerando o interesse e aumentando o desejo de compra do produto ou serviço. É uma técnica nova, mais barata e mais precisa que o marketing convencional e está revolucionando as vendas de grandes empresas.

SEO (Search Engine Optimization): o SEO é uma estratégia usada para que o seu site seja melhor reconhecido pelas buscas orgânicas (não pagas) de sites de busca. Isso pode ser feito através de um conteúdo bem planejado com palavras-chave eficazes. Quanto mais próximo do topo da lista, maiores as chances de um internauta clicar no seu site e, assim, efetuar uma compra.

Social Media: as Redes Sociais são um ótimo lugar de engajamento e interação com o público-alvo. Por isso, o marketing de Social Media é o mais básico entre todas as estratégias de marketing digital.

Deu para ver que o marketing digital pode fazer muito pelo seu negócio. Por isso, é muito importante, nos dias de hoje, pensar em como utilizá-lo eficientemente para fazer uma marca vender mais no mundo on-line. Se quiser saber como introduzir seu produto ou serviço nas estratégias digitais, entre em contato conosco que podemos te dar uma forcinha. Que tal?

porPara inserir conteúdos no site

Marketing de Emboscada: usando o Pokémon Go para atrair mais clientes

É fato que, cada vez mais, as marcas querem se aproveitar de oportunidades férteis de negócio para poderem crescer, se desenvolver e se tornar mais conhecidas pelo público. Existem várias técnicas para que isso aconteça, como a produção de conteúdo em blogs e redes sociais, as estratégias off-line e agora, mais do que nunca, o uso do Marketing de Emboscada.

O Marketing de Emboscada é uma estratégia usada por empresas, onde elas se aproveitam de grandes eventos para se promoverem, mas de forma sutil e sem precisar de autorização dos realizadores para realização do planejamento. Um grande exemplo de onde isso acontece são as Olimpíadas, que, embora só permitam o uso da marca para as companhias detentoras de direito, acabam sendo um meio fértil para criar ações interessantes que envolvam os jogos esportivos, mas é importante ter o cuidado de não violar as regras do Comitê Olímpico Internacional. Não é fácil, mas com planejamento e criatividade, é possível pensar em oportunidades de negócios que o evento pode oferecer.

Outro exemplo grandioso é o jogo Pokémon Go, lançado no Brasil recentemente e que já faz a cabeça de milhares de pessoas. O aplicativo se tornou um viral no nosso país e no mundo inteiro, simplesmente pelo fato de o jogador poder sair pela cidade caçando Pokémons através da interatividade com o GPS e com a câmera do celular.

Por isso, a pergunta que fica é: o que realmente é o Marketing de Emboscada e como usá-lo no caso da febre do Pokémon Go?

Caracterização do Marketing de Emboscada

Como já dito, o Marketing de Emboscada serve como uma tentativa de ganhar vantagem a partir de eventos extremamente conhecidos pelo público, mas as marcas têm que ter muito cuidado para não infringir a lei. Dentro dele, existem dois tipos de estratégia que são punidos pela lei: associação e intrusão.

Por associação: acontece quando uma marca, produto ou serviço se associa ao um evento conhecido pelo público, tentando aumentar as vendas e a visibilidade. A pena para uma ação deste porte é de três meses a um ano de multa.

Por intrusão: acontece quando uma marca não autorizada planeja uma estratégia que chama a atenção do público no momento do evento, tentando aumentar sua visibilidade. A pena para uma ação deste porte é de três meses a um ano de multa.

Como visto, o Marketing de Emboscada pode se tornar um crime se planejado da forma incorreta. Por isso, ao se aproveitar de um evento de grande porte ou um conteúdo viral, tome cuidado para que sua estratégia não seja barrada pela lei!

Como usar o Marketing de Emboscada com o Pokémon Go?

O Pokémon Go proporciona infinitas possibilidades para as marcas poderem utilizar o Marketing de Emboscada se promover e aumentar a visibilidade, e isso acontece por vários motivos. Alguns deles são: público explorando a cidade com mais frequência, o que pode ser ótimo para o seu estabelecimento, por exemplo. Além disso, o app também promove o encontro de muitas pessoas em um mesmo local, seja para recarregar itens do jogo ou para capturar Pokémons raros, o que também pode ser uma oportunidade interessante para o seu negócio. O aplicativo, portanto, ajuda a fazer as pessoas saírem de casa, socializarem e descobrirem a cidade, ou seja, tudo que você queria que seu público-alvo fizesse, certo?

Para que o Marketing de Emboscada seja usado neste caso, é importante saber atrair o público da forma mais criativa. Algumas ideias interessantes:

Planeje corretamente as estratégias! Faça uma pesquisa prévia e veja se o local em que está localizado o seu negócio é bem frequentado pelos jogadores. Se ele estiver perto de um PokéStop, por exemplo, é um claro sinal de quem você está no caminho certo.

– Sabendo do potencial do seu estabelecimento, dê dicas nas redes sociais sobre Pokémons que se localizam na sua região (se forem raros, melhor ainda!) e até mesmo dentro da sua loja. Isca perfeita para gerar vendas, não?

– Porém, não adianta atrair o público sem oferecer algum diferencial, certo? Faça ofertas chamativas e ofereça serviços gratuitos. Que tal um brinde para aqueles que conseguirem encontrar um certo Pokémon na sua loja ou uma quantidade estipulada deles na sua região? Ou ainda, que tal oferecer recarga de bateria ou Wi-Fi para os jogadores? Assim, com certeza, eles não sairão de mãos abanando da sua loja.

Utilize as iscas para atrair o público! Dentro do jogo, existem técnicas chamadas de “Pokelure” e “Incense” que os jogadores utilizam para atrair Pokémons para o local em que estão. Isso é ótimo para atrair clientes! Além disso, os desenvolvedores do aplicativo já anunciaram que as marcas poderão, em um futuro próximo, patrocinar uma localização específica, aumentando a visibilidade.

Viu? As possibilidades de ações de Marketing de Emboscada envolvendo o Pokémon Go são infinitas, basta pensar um pouco e desenvolver estratégias que se encaixam ao perfil do seu público. Então, que tal investir nessa ideia?

Gosta de Marketing Digital? Então, leia mais artigos como este em nosso blog!

porPara inserir conteúdos no site

O que é Vendarketing e quais os benefícios para o meu negócio?

Todo mundo sabe que o marketing possui um leque de ramificações e que ele pode estar presente em várias áreas diferentes, seja na comunicação interna ou externa de uma empresa ou na área de vendas, como é o caso do chamado Vendarketing. Mas espere aí… O que significa isso?

O Vendarketing é uma área do marketing que surgiu recentemente, de forma a alinhar esta área à área de vendas, gerando workflow e, assim, deixando a equipe mais preparada para fechar negócio.

O termo pode até gerar confusão, mas fique tranquilo! Neste texto, você vai entender o que é esta estratégia e como ele pode ajudar no crescimento das vendas da sua empresa.

O que é Vendarketing?

Em muitas empresas (até mesmo aquelas de bastante sucesso dentro do seu mercado), é comum ver a desconexão entre os setores de marketing e vendas. Este é um problema mais comum do que se pensa: enquanto a equipe de vendas se concentra em fechar negócios, o marketing quer fazer a prospecção.

E essa prospecção do marketing é essencial para a geração de novos clientes, já que, através de suas estratégias, são coletados leads bastante qualificados, ou seja, pessoas que realmente estão interessadas em comprar e estão a um passo disso. Por isso, pode-se dizer que ambas as áreas possuem, no final das contas, o mesmo objetivo, que é o de gerar vendas. Porém, o marketing em si é muito mais eficiente neste caso, já que seu processo de venda é mais qualificado.

E é assim que nasce o Vendarketing: da fusão entre a área de vendas e marketing, otimizando o processo de prospecção e otimizando o tempo necessário para isso, bem como o dinheiro gasto. Uma das melhores formas de fazer isso é através do Marketing Digital, principalmente pelo Inbound Marketing, processo em que pessoas desconhecidas são atraídas por uma marca através de seu conteúdo, de forma que ela se torne um lead e feche negócio, gerando, assim, vendas para a empresa. Para que ele possa ser usado, é necessário planejar a jornada de compra do cliente, criar corretamente as personas, ter KPIs definidos e um processo muito bem criado.

Por que devo usar a estratégia de Vendarketing na minha empresa?

Comecemos por uma frase óbvia: o objetivo de qualquer empresa é gerar lucro através de vendas. Porém, é muito complicado quando as ações de marketing, publicidade e afins não geram retornos mensuráveis, ficando difícil saber se as ações que estão sendo colocadas em prática são, de fato, eficazes.

Um grande benefício do uso do Vendarketing é, definitivamente, que, com ele, você poderá calcular o ROI (Retorno Sobre Investimento) de forma muito mais palpável. Caso não saiba o que é ROI, leia nosso artigo que explica o cálculo aqui.

A área de marketing e a área de vendas, juntas, podem unir forças e dialogar muito melhor, tornando os processos algo mais rápido e mais eficaz. Esta estratégia tem a habilidade de captar clientes da melhor forma, já que transforma ambas as áreas em algo bem estruturado, alinhando os objetivos e interesses e aumentando a receita do negócio.

Como fazer o Vendarketing acontecer na minha empresa?

Agora que sabemos que o Vendarketing é uma estratégia incrível para qualquer empresa, é preciso descobrir o que fazer para que estas áreas estejam alinhadas o suficiente e se tornem algo sólido. O primeiro passo é desenvolver as técnicas de comunicação entre os times, alinhando as ideias, além de definir as métricas importantes, criando metas de negócio, de criar um acordo de serviço e de integrar os sistemas utilizados por ambas as áreas.

Comunicação entre as equipes: muitas vezes, as equipes de uma empresa são tão desconexas que uma não faz ideia de qual a função da outra. Porém, no Vendarketing, todas elas se comunicam, visando as vendas, o lucro e o crescimento da empresa. Desta forma, unem-se os números e estatísticas de vendas com as estratégias de captação de leads através de um workflow, ou seja, da transferência de um lead qualificado para a área de vendas, de forma a fechar negócio.

Métricas indicadoras de resultados: não adianta nada planejar estratégias de marketing e ações de vendas se, no final de tudo, não existirem métricas capazes de indicar a quantas anda a performance da equipe. Todos os integrantes precisam ter objetivos e metas claras, para que possam ser alcançadas e, se isso não for possível, para que seja fácil identificar o que pode ser aperfeiçoado. As métricas vão mostrar exatamente quais estão sendo os resultados de todas as ações para os lucros da empresa, e algumas das mais importantes são os leads gerados, o custo por lead, a taxa de conversão (quantos leads fecharam negócio) e o custo de aquisição por cliente. Ao final de tudo, é muito importante gerar um relatório (que normalmente é mensal) para analisar estes resultados.

Sistemas integrados: é muito importante que os times de vendas e marketing utilizem um software integrado, de forma que facilite o acesso de todos os integrantes da equipe às informações. Dentro do sistema, é fácil ver toda a jornada do lead e o que foi feito em relação a ele, por exemplo. Isso vai ajudar bastante na conexão entre as duas áreas!

O Vendarketing, como visto, pode fazer muito pelo seu negócio, ajudando a integrar duas áreas de extrema força e importância em uma empresa em prol de seu crescimento. Se quiser saber como introduzir seu produto ou serviço nas estratégias digitais, entre em contato conosco que podemos te dar uma forcinha. Que tal?