fbpx

Categoria Uncategorized

porLeandro Camargo

Fazendo uso da página de resultados do Google SERP para sua empresa

A missão do Google é organizar as informações do mundo e torná-las universalmente acessíveis e úteis. A empresa ficou muito boa em entender o que estamos procurando e fornecer informações que respondem com precisão às nossas consultas. Além disso, eles apresentam as informações de maneiras cada vez mais úteis, adicionando recursos de SERP (Search Engine Results Page) que melhoram o acesso às informações de que precisamos.

Os SERPs do Google são sofisticados, classificando e agrupando informações da maneira mais eficaz possível. Se você estiver interessado em fazer com que seu site apareça com destaque nos resultados de pesquisa, é recomendável conhecer os diferentes tipos de recursos que podem aparecer em um SERP do Google, incluindo resultados orgânicos, resultados locais e resultados de pesquisa de anúncios pagos.

Neste artigo, vamos nos aprofundar em cada um desses três recursos SERP, explicando onde eles aparecem e por quê. Vale a pena aprender um pouco disso!

Como funciona a pesquisa do Google?

Você já se perguntou como o Google pode ser tão bom em responder nossas perguntas? Todos os dias, adicionamos um banco de dados gigantesco de informações de pesquisa e isso permite que o Google faça duas coisas:

  • Melhore continuamente sua capacidade de saber o que estamos procurando;
  • Forneça resultados que melhor atendam às nossas pesquisas.

Desde o início, o Google vem coletando e processando consultas de pesquisa de usuários com o objetivo de aumentar a eficácia de seu mecanismo de pesquisa. À medida que esses dados são acumulados, o Google pode refinar seu algoritmo para alinhar com mais precisão as consultas de pesquisa das pessoas com sua intenção.

O Google não apenas rastreia o que você procura, mas também reúne informações sobre o que você faz com os resultados da pesquisa. Digamos que seja setembro de 1998 quando o Google foi lançado. Se você pesquisou por “Grand Canyon”, além dos resultados do local em Nevada, também pode ter obtido links para outros lugares impressionantes. Mas, com o tempo, milhões de pessoas procuraram pelo “Grand Canyon” e a grande maioria clicou no link para o marco de Nevada. 

Foi o suficiente para o algoritmo do Google “aprender” o que a maioria das pessoas realmente querem quando digitam “Grand Canyon”.

Ao registrar dados de pesquisa e incorporá-los à lógica do mecanismo de pesquisa, o Google ganhou a capacidade de fornecer resultados precisos para praticamente qualquer pesquisa que você possa imaginar.

Aprendendo sobre a SERP do Google

Há uma ordem estrita para as diferentes categorias de resultados em uma SERP. Os resultados do anúncio são exibidos primeiro, depois os locais e, depois, os orgânicos.

serp do google

Os proprietários de pequenas empresas, com um orçamento apertado, devem procurar esses recursos na ordem inversa. Eles devem se concentrar em maneiras de aumentar a visibilidade de sua empresa nos resultados de pesquisa orgânica para o local, antes de escolher os resultados pagos.

Se você pode chegar perto do topo de uma SERP sem pagar por isso, por que não o fazer?

Além disso, os usuários experientes da Web geralmente ignoram os anúncios na parte superior de uma SERP. Eles rolam imediatamente para baixo para ver os melhores resultados locais e orgânicos. Eles sabem que as empresas precisam obter sua alta colocação em resultados orgânicos, enquanto qualquer pessoa pode comprar um anúncio.

Por esses motivos, esta seção aborda primeiro os resultados da pesquisa orgânica e local e, em seguida, trata dos resultados da pesquisa de anúncios.

Tudo isso parece bastante simples até agora, e é, mas devemos dedicar um momento para discutir o Gráfico do Conhecimento. Para certos tipos de pesquisas, o Google pode retornar uma coleção de fatos básicos que abordam as informações no nível mais alto da visão geral. Estes são os resultados do gráfico de conhecimento.

O Gráfico de Conhecimento é a base de conhecimento que o Google usa para fornecer os resultados de pesquisa mais precisos sobre tópicos gerais. Usando as palavras que você digita, o motor de busca determina o que você está procurando, reúne tudo na base de conhecimento referente a esse tópico, e em seguida, apresenta as informações, localizando ao lado ou acima dos outros resultados de pesquisa.

serp do google

Essas informações apareceram pela primeira vez nos resultados de pesquisa do Google em 2012, a empresa os chama de painéis de conhecimento e as fontes de informação incluem sites de alta autoridade como Wikipedia.

Para os empresários que estão focados em chegar ao topo de sua SERP, é importante gerenciar as expectativas. Para algumas consultas, independentemente do conteúdo aprofundado que você publicou, o Google encontrará o que considera mais útil de informações de domínio público e as retornará no painel de conhecimento.

É tudo o que diremos sobre o gráfico de conhecimento do Google. Vamos entrar agora na seção mais bem traficada de uma SERP, a seção de resultados de pesquisa orgânica!

Resultados de pesquisa orgânica

Os resultados orgânicos retornados para uma determinada consulta são aqueles que o Google determinou serem os mais relevantes com base na pesquisa. Usando seu algoritmo avançado de mecanismo de pesquisa, o Google posiciona certos resultados mais altos no SERP do que outros; esse ranking envolve muitos fatores.

Um ponto de destaque nos resultados orgânicos é conquistado pelo melhor conteúdo e, dependendo de como os usuários fazem a pergunta, o Google apresentou algumas maneiras eficazes de destacar a melhor resposta. Esta seção detalha alguns dos recursos mais atraentes na parte dos resultados orgânicos de uma SERP.

Snippets em destaque

Os snippets em destaque são resultados de pesquisa destacados nos resultados orgânicos do Google. Eles não aparecem acima dos anúncios, mas são exibidos antes de todos os outros recursos da SERP; portanto, se você pode listar seu site em um snippet em destaque, receberá muita atenção.

Um trecho de destaque destina-se a fornecer apenas as informações pesquisadas pelo usuário. Eles geralmente aparecem quando a consulta de pesquisa é uma pergunta moderadamente específica, como no exemplo mostrado aqui.

serp do google

Se um site de alta autoridade abordar diretamente a questão em seu conteúdo, o Google incluirá um snippet em destaque vinculado a esse site.

Resultados de imagem e vídeo

Há muitas maneiras pelas quais imagens e vídeos podem aparecer em uma SERP. Por exemplo, se você pesquisar “cores para decks de madeira”, os resultados serão ricos em imagens.

serp do google

O site de uma empresa tem autoridade e ganhou poder de classificação por possuir completamente a metade superior da SERP. A imagem deles aparece em um trecho em destaque, eles têm o primeiro link orgânico na lista e quatro das cinco fotos na seção Imagens são deles. É importante observar que a mídia na seção Imagens do SERP está vinculada ao Google Images, não a página em que as imagens são publicadas.

Como os resultados da imagem, os resultados do vídeo serão exibidos no SERPS para muitos tipos de pesquisas. Por exemplo, se você pesquisar “como pintar um deck”, o Google exibirá uma coleção útil de vídeos que respondem à sua pergunta.

serp do google

Claramente, os varejistas de tinta sabem como praticar o SEO de forma eficaz, ganhando esse valioso trecho em destaque, mas, como você pode ver, o Google também retorna três vídeos de fontes que provaram ter uma ótima resposta à pergunta.

E se você adicionar a palavra “vídeo” à consulta?

serp do google

Um vídeo em destaque pode obter uma posição grande na parte superior da SERP. As imagens em miniatura aparecem como parte de outras listagens. Todo vídeo que você vê em uma SERP será um vídeo do YouTube, pois o Google é o proprietário do YouTube e aproveita ao máximo ao fornecer um resultado de pesquisa ideal.

Dado o impacto positivo que imagens e vídeos têm sobre os usuários (sobre textos simples), a exibição de mídias visuais relacionadas ao seu conteúdo no SERP ajudará a atrair visitantes ao seu site.

Resultados da pesquisa local

Aparecendo entre os anúncios e os resultados orgânicos, os resultados locais são únicos, pois representam a localização do pesquisador. O objetivo do mecanismo de pesquisa é fornecer a resposta mais útil à sua consulta usando seus dados de localização no Google Maps e no Google Reviews para fornecer resultados mais relevantes.

Se você pesquisar “qualquer coisa perto de mim”, obterá resultados de pesquisa local. Incluir explicitamente o local em que você está interessado também funciona. Por exemplo, pesquisar “pintores para repintura de deck perto da Filadélfia Pa” fornece uma lista de empresas relevantes nessa cidade.

serp do google

O que é exibido é um recurso SERP especializado, chamado pacote local. Ele mostra os resultados do Google Maps, Google Reviews, números de telefone para empresas locais e horário de funcionamento, com links para os sites da empresa.

Ao clicar no mapa, você acessa o Google Maps, onde são exibidos resultados mais relevantes.

Comentários do Google

Se uma empresa tiver avaliações do Google, a parte dos resultados da pesquisa local de uma SERP incluirá sua classificação por estrelas. Por exemplo, após uma pesquisa por “pintores para repintura de deck perto de Phoenix Az”, você verá que apenas algumas empresas desse nicho têm uma avaliação do Google como parte de sua listagem.

serp do google

As avaliações do Google estão vinculadas ao seu perfil do Google Meu Negócio, por isso é importante manter-se atualizado e tomar todas as medidas necessárias para obter ótimos comentários.

Muitos usuários são atraídos por empresas que possuem uma classificação alta; portanto, se sua listagem é uma das únicas com avaliações do Google, isso pode realmente chamar a atenção e aumentar o tráfego do seu site.

No tópico do seu perfil do Google Meu Negócio, é uma das partes mais importantes para obter uma listagem de alta qualidade nos resultados de pesquisa local.

O Google Meu Negócio é um serviço que o Google fornece aos proprietários de empresas, para que eles possam gerenciar o que aparece nos SERPs quando os usuários pesquisam o nome da empresa. Ele é gratuito e pode ajudar as empresas a controlar sua presença on-line. Permite às empresas identificar uma categoria e especificar detalhes de produtos e serviços.

É fundamental que suas informações sejam precisas, pois isso ajudará o Google a incluir sua listagem nos resultados de pesquisa quando as pessoas estiverem procurando uma empresa como a sua.

Resultados da pesquisa de publicidade

Os resultados de publicidade aparecem acima dos resultados locais e orgânicos, para que possam atrair bastante sua empresa. Eles são controlados pelo Google Ads, que permite a publicidade para públicos-alvo de várias maneiras.

Além de exibir resultados de anúncios pagos na parte superior de uma SERP, o Google os incluirá na parte inferior e no lado direito da página.

Anúncios de texto

Os anúncios mais simples que você pode criar no Google Ads são anúncios de texto. Eles são comuns nos SERPs, posicionados em locais muito perceptíveis na página e exibindo uma pequena tag “Anúncio” como um sinal de transparência.

Muitas empresas aproveitam os anúncios de texto, até mesmo a Microsoft.

serp do google

Os anúncios de texto podem ser uma ótima maneira de obter esse cobiçado lugar no topo da página sem ter que fazer todo o trabalho de SEO necessário para obter uma classificação orgânica alta.

Anúncios de compras

Pesquisas com alta intenção comercial, como “comprar uma caixinha de som”, por exemplo, geralmente geram uma SERP que contém um carrossel de anúncios na parte superior da página.

serp do google

Quando alguém sabe o que deseja comprar e procura um local para comprá-lo, esses anúncios exigirão atenção, dada sua posição de destaque na SERP.

Eles fornecerão uma ótima visão geral para o pesquisador e, se alguém clicar em “Visualizar tudo”, será direcionado ao SERP do Google Shopping com mais opções.

Reivindicando seu lugar em recursos SERP de alta visibilidade

Se você está se perguntando como conseguir que o seu link apareça em um dos recursos atraentes da SERP que discutimos, esta seção é importante.

Snippets em destaque

Um estudo recente descobriu que os tipos de consultas de pesquisa com maior probabilidade de resultar em um snippet em destaque, incluem processos de faça você mesmo, saúde e tópicos financeiros. No entanto, com algum esforço, um site em qualquer nicho pode ganhar um trecho em destaque.

Os sites têm mais chances de obter um snippet em destaque se já estiverem entre os dez melhores resultados. Ser destacado em uma SERP envolve melhorar sua classificação geral. Tal como acontece com tantas coisas relacionadas ao desempenho do site, um foco nítido no SEO é fundamental.

Resultados de vídeo e imagem

As miniaturas de imagens geralmente aparecem nos resultados de consultas sobre a aparência de um item. Eles geralmente são incluídos em uma lista comercial de produtos, bem como em outras pesquisas nas quais o usuário está buscando informações visuais.

Para que o Google use suas imagens nos SERPs, adicione essas imagens ao seu conteúdo com títulos precisos e focados às suas palavras-chave e com tags alt que as utilizem novamente para descrever a imagem.

Quando se trata de vídeo, é muito mais provável que você encontre um local em destaque se o usuário incluir a palavra “vídeo” em seus termos de pesquisa. As miniaturas de vídeo são muito mais fáceis de serem incluídas na sua listagem. Elas aparecem quando o título, as tags e a descrição de um vídeo satisfazem a pesquisa, independentemente de o pesquisador estar à procura de vídeos ou não.

Pacote local

Sua empresa pode aparecer no pacote local apenas se você a tiver listado no Google. Manter as informações do Google Meu Negócio atualizadas é crucial porque o Google as utiliza para determinar se o seu site é relevante para uma determinada pesquisa.

Mesmo com uma ótima listagem, você não garante um lugar nos pacotes locais. O Google usa três fatores para controlar quais sites estão incluídos em um pacote local: relevância, distância e destaque.

O critério de relevância envolve determinar quais empresas atendem melhor à pesquisa. O fator de distância considera a proximidade da sua empresa com o local pesquisado. O destaque é julgado com base em coisas como o número e a qualidade das revisões e dos backlinks que você possui.

Os comentários do Google aparecerão no seu pacote local depois que você ganhar pelo menos um. Como as pessoas usam essas classificações para avaliar a qualidade de uma empresa, é importante manter sua classificação alta. Você pode fazer isso sempre encantando seus clientes para que eles tenham ótimas coisas a dizer sobre seus negócios.

Anúncios pagos

Ser incluído na seção de resultados do anúncio de uma SERP é fácil, desde que você esteja disposto a pagar pelo anúncio. O único outro requisito é que o Google tenha que determinar que seu anúncio satisfaz a intenção de pesquisa. Pesquisas nas quais as pessoas estão tentando comprar um produto ativamente têm mais probabilidade de exibir anúncios no SERP.

Ao comprar anúncios, você definirá o preço por clique com o lance vinculado a palavras-chave específicas. Você estará competindo com outras empresas pelas mesmas palavras-chave. Portanto, o custo pode ser alto se você estiver buscando palavras-chave de valor muito alto.

Torne-se um destaque da SERP!

O Google tem tudo a ver com ajudar as pessoas a encontrar informações. Seu algoritmo ficou notavelmente bom em combinar termos de pesquisa com resultados válidos. Tornou-se parte da vida diária de milhões de pessoas, e quase não percebemos o fato de o Google acertar todas as vezes.

Com a funcionalidade principal do mecanismo de pesquisa tão firmemente correta, o Google conseguiu deixar de lado o foco de quais informações estão sendo retornadas e se concentrar em como os resultados da pesquisa também são apresentados. Eles criaram uma SERP que, ao descobrir a intenção de sua pesquisa, pode se configurar dinamicamente para melhor satisfazer sua consulta.

Você pode tirar proveito do SERP do Google para ver mais detalhes da sua listagem e melhorar o tráfego no seu site, mas não use os recursos do SERP que não são adequados para os seus negócios.

Descubra como as pessoas normalmente pesquisam você on-line; provavelmente existe um recurso de SERP adequado para o seu nicho e público.

Nosso conselho é aproveitar ao máximo os resultados orgânicos e locais, executando todas as etapas necessárias para maximizar sua presença nessas partes de uma SERP. Se você ainda deseja obter mais visibilidade depois disso, opte por anúncios pagos.

Se você tirar proveito de todo o patrimônio valioso de uma SERP do Google, destacará seus negócios e desfrutará do aumento das vendas com alta visibilidade!

porLeandro Camargo

Como um funil de marketing e vendas funciona para atrair e converter mais clientes?

Como funciona um funil de marketing e um funil de vendas em um negócio? Os dois tem grande importância? O que se sabe é que ambos precisam trabalhar juntos para capturar o maior número possível de clientes, nutri-los e convertê-los em vendas. Mas mesmo assim o trabalho ainda não acaba ali, precisamos manter e fortalecer nosso relacionamento para que os clientes voltem sempre e se tornem fiéis ao nosso negócio.

Na era do marketing digital, onde podemos monitorar e acompanhar nosso marketing e interações com os clientes, o funil de marketing e vendas se tornou uma ferramenta poderosa para as empresas. O conteúdo deste artigo explorará o que é um funil, como ele funciona e discutirá as atividades de marketing que as empresas podem usar em seus funis de marketing para converter mais clientes em vendas.

O que é um funil de marketing e vendas?

O modelo e a estrutura do funil de marketing e vendas simplificam e quantificam cada etapa da jornada do cliente. É o processo de transformar um lead em um cliente do ponto de vista de marketing e vendas. Desde o estágio de conscientização quando alguém aprende sobre o negócio, até o estágio de compra e pós-compra e retenção de clientes. 

Um funil é uma maneira fundamental de qualquer empresa modelar seus sistemas de marketing e vendas para trabalhar em conjunto para primeiro conectar-se a um lead e depois converter esse potencial cliente em uma venda.

O funil trabalha em conjunto de forma holística, de modo que cada fase deve se alinhar e trabalhar em conjunto para tornar o caminho do comprador ao negócio bem-sucedido.

Uma grande vantagem do uso de um funil é que você pode mapear seu processo e medir a eficácia de seus sistemas de marketing e vendas. Se eles não estiverem passando de um estágio para o outro, você pode ajustar seus processos de diversas maneiras, como aumentar o marketing de conteúdo ou solucionar o que quer que esteja dificultando o caminho dos clientes para a próxima fase.

A análise de dados permite que uma empresa aprenda como pode “influenciar” melhor ou persuadir um consumidor em cada fase.

Como um funil, na parte superior, você tenta capturar o máximo de volume possível. À medida que os clientes em potencial passam pela decisão de compra, há uma redução de números em cada nível. Como a forma sugerida, nem todos os leads serão convertidos. Mas você pode fazer ajustes contínuos para melhorar seu resultado conforme entender melhor o processo.

Exemplo de um funil

Um exemplo de funil básico pode ser explicado no setor imobiliário.

Primeiramente, uma publicação é realizada no LinkedIn sobre uma atualização de construção local que estava nas notícias ou algo que seria do interesse dos empresários locais.

Quando os clientes estão no site, todos vão ler o artigo e assim, será possível criar uma janela de pop-up com informações sobre uma lista de discussão para receber notícias e atualizações locais.

Ainda que eles não entrem na lista de discussão, um pixel de rastreamento e marketing pode começar a comercializá-los no Facebook ou em outras mídias sociais com publicidade paga direcionada. Dessa forma, eles poderão começar a seguir a página do Facebook da imobiliária em questão. Além disso, há uma maior probabilidade de verem uma casa à venda em uma das postagens em que estão interessados ​​e entrar em contato. Mas se ainda assim eles não comprarem essa casa, eles fornecerão seu número de telefone na negociação.

A imobiliária terá autonomia para pedir feedback e criar um relacionamento com o potencial cliente, tornando uma relação mais íntima. Após, o interesse deles em vender sua casa para comprar uma outra melhor pode surgir, e então essa imobiliária será, sem dúvidas, o primeiro nome dos quais eles lembrarão.

Isso, com o tempo, é um excelente negócio e funciona quase que no automático.

Esse é o melhor cenário, obviamente, mas um exemplo de como um funil pode funcionar de cima para baixo.

História do funil de marketing

O funil surgiu há mais de 100 anos, com a junção de ideias entre duas pessoas, John Dewey e Elias St. Elmo Lewis. John Dewey introduziu o processo de decisão do comprador, que ainda é relevante hoje na compreensão do comportamento do cliente. Esse processo de decisão acontece em cinco estágios: reconhecimento de problemas, busca de informações, avaliação alternativa, escolha e resultados.

Elias St. Elmo Lewis foi ainda mais influente, introduzindo o modelo AIDA (atenção, interesse, desejo e ação) de persuasão do cliente, para ajudar a ilustrar os estágios do relacionamento de um cliente com uma empresa. Ainda hoje são comumente usados.

O modelo coloca o processo de compra em quatro estágios.

  • Consciência: o cliente em potencial está ciente de seus problemas e soluções práticas para eles. O marketing atrai a atenção do cliente para o produto. O cliente percebe que está disponível.
  • Interesse: o cliente em potencial mostra interesse em um grupo de serviços ou produtos. O marketing desenvolve um interesse em um produto ou serviço.
  • Desejo: o cliente em potencial começa a avaliar uma determinada marca. O marketing desenvolve um desejo de possuir um produto. O cliente quer isso.
  • Ação: o cliente em potencial decide se deseja comprar. O marketing solicita uma ação para comprar o produto.

Originalmente, muitos funis incluíam apenas aspectos até uma venda, mas como começamos a entender a importância da retenção de clientes, os modelos incluíram aspectos de atendimento ao cliente e fatores pós-compra, como “lealdade” e “fidelidade” para ajudar a aprimorar o marketing de estratégia.

O design dos funis de marketing varia de acordo com o contexto. Por exemplo, entre empresa de grande porte e empresa que visa pequenos consumidores. Embora as etapas possam ser semelhantes, a execução será diferente.

Desenvolvimento de um funil de marketing e vendas

O processo de desenvolvimento de um funil é complexo e necessita de um estudo aprofundado, tanto é que existem empresas criadas que se concentram exclusivamente em funis on-line.

As empresas precisam desenvolver um plano de marketing completo para executar cada estágio do funil para obter os resultados desejados. Precisamos considerar o papel de cada etapa na geração de uma jornada positiva do comprador através do funil.

Ferramentas importantes para os funis de vendas de marketing digital

As equipes de vendas e os profissionais de marketing nunca chegaram a um acordo sobre de quem é o funil e quanto controle cada um deve ter. Na era do marketing digital, os profissionais de marketing assumiram a maior parte do controle, deixando as vendas para cuidar na parte inferior do funil. Entretanto, para trabalharem juntos de forma eficiente, eles devem se encontrar em algum ponto. 

A meta de venda cruzada ou upsell é popular no marketing digital, tendo um produto disponível para cada etapa da jornada do comprador.

O marketing digital é uma ferramenta poderosa em todo funil de marketing. As táticas usadas nas mídias sociais são úteis para o reconhecimento da marca no topo, para o marketing de conteúdo no meio e para o relacionamento com o cliente na parte inferior. 

Essas são ferramentas de marketing digital úteis no funil de marketing e venda:

  • As mídias sociais são uma ferramenta crucial a ser usada no início do funil para aumentar o reconhecimento da marca, mas também excelente para retenção de clientes e para manter as pessoas envolvidas com sua marca.
  • e-mail é uma ferramenta poderosa em um funil e pode ser eficaz em todas as etapas, especialmente na fase de retenção.
  • As revisões do usuário geralmente são o fator decisivo para a compra ser feita. Aproximadamente metade das pessoas considera as informações em uma revisão de usuário mais importantes do que qualquer material de marketing.
  • Site e SEO são importantes na fase de conscientização, no qual você deseja obter tráfego para seu site. Criar conteúdo amigável para SEO, como bons conteúdos e obter backlinks, ajudará bastante.
  • Os brindes são uma valiosa peça de informação dada em troca de informações de contato (geralmente um endereço de e-mail). Pode ser um livro eletrônico ou brinde tangível, por exemplo.

Fases do funil de marketing e vendas

Existem algumas variações no funil de marketing e vendas, mas todas seguem a mesma metodologia. Eu criei este exemplo com base nos componentes comuns de versões populares do funil, sendo: Conscientização e Reconhecimento de Problemas, Pesquisa de Interesse e Informações, Consideração e Avaliação, Intenção e Comprometimento, Conversão e Compra e Lealdade e Fidelidade.

Essas são as seis fases de um funil de vendas e marketing: 

1. Consciência e reconhecimento de problemas

O primeiro passo no funil de marketing e vendas é a conscientização e o reconhecimento de problemas. Quando uma pessoa reconhece uma certa necessidade que ela possui, esse é o gatilho para a primeira fase de um funil de marketing e vendas. Esta é a fase de geração de leads. Uma marca deve atrair a atenção de clientes em potencial, para que eles estejam cientes de que ela está disponível. É aqui que uma empresa precisa ampliar sua rede de marketing e ter presença em locais onde seu mercado-alvo gasta tempo para tentar capturar sua atenção. Tente se envolver com clientes em potencial.

Posicione sua marca como um líder de pensamento em seu setor por meio de atividades de marketing como SEO, mídias sociais, publicidade, eventos, marketing de conteúdo. Isso estabelece a confiança inicial.

Esse reconhecimento de um problema ou necessidade aciona uma pesquisa por mais informações.

funil-de-marketing

2. Pesquisa de interesse e informações

Depois que o marketing cria consciência e interesse em um produto, marca ou serviço, passamos para a fase de pesquisa de interesse e informações. Os consumidores aprendem mais sobre uma empresa ou marca e sua oferta. Seu marketing de conteúdo continua nesta fase e é mais baseado em informações e em valor do que no reconhecimento básico da marca. Aqui você posiciona sua marca na mente de clientes em potencial e começa a desenvolver e cultivar um relacionamento. Você também começa a apresentar aos clientes seus serviços.

“Usar páginas de destino personalizadas, boletins, depoimentos, guias de clientes, vídeos on-line, entrevistas com a mídia, blogs e até mesmo o treinamento de atendimento ao cliente é uma maneira perfeita de obter o interesse do consumidor”. (Sapian e Vyshnevska, 2019).

O objetivo é reforçar que o cliente em potencial esteja no lugar certo e orientar os clientes em relação ao que eles precisam saber sobre a oferta.

Aqui você se posiciona como um especialista em seu setor com sua estratégia de marketing de conteúdo que fornece informações úteis que ajudam as pessoas, sem restrições. Quem quer que seja seu público-alvo, centralize esse conteúdo para ajudá-lo com o problema. Ajude seu público a entender que você pode resolver os problemas deles.

Você pode pesquisar por palavras-chave no Google Trends e outras ferramentas fornecerão uma indicação de que tipos de pesquisas as pessoas estão fazendo relacionadas ao seu setor. Você pode criar um conteúdo que corresponda a essas consultas indo ao encontro do que seu público busca.

Você deve compreender os motivos que um cliente teria para escolher o produto ou serviço da sua empresa. Cada fase da pesquisa será contextual. Os compradores procurarão uma solução no Google ou em outro mecanismo de pesquisa, como a mídia social. A quantidade de tempo e energia investidos nessa fase depende do produto ou serviço. Pode ser uma pesquisa por voz no Google Maps para cafés próximos, por exemplo, ou eles podem visitar várias lojas para uma compra maior, como um carro.

3. Consideração e avaliação

Após a pesquisa de informações, a próxima fase do funil é a consideração e a avaliação. É isso que Elias St. Elmo Lewis chama de “desejo”, e alguns modelos se referem a isso como “Meio do funil”. 

Um consumidor começa a tomar sua decisão nesse momento; portanto, as empresas devem alimentar seus leads à medida que se tornam mais qualificados. Nesta fase, o marketing deve desenvolver um desejo de possuir ou ter o produto. Essa etapa é crucial.

Enviar e-mails é mais regular nessa fase, e os estudos de caso são uma ferramenta útil para destacar seu sucesso anterior e aumentar sua credibilidade. O conteúdo de marketing contém mais informações sobre o produto e você pode oferecer ofertas exclusivas a esses leads. Um e-book de baixo custo ou mesmo gratuito é outra ferramenta vantajosa a ser utilizada nesta fase do funil. Recursos como guias de preços e guias de instruções são úteis para os profissionais de marketing manterem a atenção dos leads. Ter uma cópia em seu site, cobrindo itens como perguntas frequentes, também ajuda a dar tranquilidade ao cliente.

Um grande investimento exigirá um processo de avaliação cuidadoso e completo. Essa é geralmente a fase mais longa de um funil, com duração de semanas ou até meses. Os profissionais de marketing devem reforçar consistentemente seu relacionamento com o cliente e fornecer à eles as informações necessárias que estão usando para avaliar essa tomada de decisão.

4. Intenção e comprometimento

Após a fase de consideração, os leads passam para a intenção e o comprometimento. Eles são quase um cliente. Essas pessoas demonstraram algum interesse em comprar um produto ou serviço. E, é ai que os profissionais de marketing oferecem testes gratuitos, demonstrações, consultas e organizam reuniões de vendas com as pessoas.

Cabe aos profissionais de marketing argumentar de maneira convincente por que seu produto é a melhor escolha para um comprador.

Também é aqui que a equipe de vendas assume o controle, e o marketing pode ser mais direto nessa fase para ajudar as pessoas a tomar sua decisão final. Idealmente, as táticas de marketing e vendas trabalham juntas para estimular o processo de tomada de decisão e convencer o comprador.

5. Conversão e compra

Se os consumidores chegam ao fundo do funil, decidem comprar e se tornar um cliente, então, parabéns! O cliente passou por todas as fases – determinando que eles têm um problema e decidindo que você fornecerá a solução.

A fase de conversão e compra é onde os processos de vendas controlam o cliente. O objetivo é tornar o processo de compra on-line o mais simples, seguro e eficiente possível. 

Se esse estágio for eficaz e eficiente, e os clientes ficarem satisfeitos com a compra, essa fase deverá ser muito lucrativa.

6. Lealdade e fidelidade

O que acontece após a venda é fundamental, mas muitas empresas ficam aquém dessa fase. Simplesmente felizes em fazer a venda, eles deixam muitos futuros clientes em potencial irem embora. Queremos reter nossos melhores clientes. O caminho mais barato para a conversão é através de clientes existentes. Lealdade e fidelidade é a fase final de um funil de marketing.

“E uma última coisa a lembrar, os compradores sempre podem concluir a ação ou a compra, mas ainda assim ficam frustrados, confusos ou chateados. Uma experiência verdadeiramente positiva nesse estágio do funil significa que os profissionais de marketing aproximaram o cliente do estágio de lealdade e fidelidade. ” (Sapian e Vyshnevska, 2019).

O E-mail e as mídias sociais são ótimas ferramentas a serem usadas neste momento para manter contato com os clientes e continuar alimentando esse relacionamento. Você pode enviar a oferta ímpar e manter o cliente ciente do que você está vendendo.

Lembre-se de que o boca a boca é uma poderosa ferramenta de marketing e é grátis! Tente criar “fãs delirantes” que se tornarão advogados leais à sua marca.

porLeandro Camargo

As 7 principais tendências do Marketing Digital para ficar de olho em 2019

Conheça a nova forma de se fazer SEO

Você já assistiu Jogos Vorazes? Um bando de crianças lutando por suas vidas em um ambiente em constante mudança. Ou você se adapta ao que está acontecendo atualmente ou você morre.

Comparar o meio da publicidade com Jogos Vorazes pode ser um exagero. Mas, o fato de que a nossa indústria está se desenvolvendo como louca permanece uma verdade. As tecnologias lançadas nos últimos anos já estão afetando fortemente o mercado.  Empresas oferecendo inovações surgem em um ritmo cada vez mais rápido, rompendo com o mundo da publicidade como nós o conhecemos.

Ainda temos alguns meses até o final de 2018. Use este tempo para examinar e repensar sua estratégia de marketing para o próximo ano. Conheça a as sete tendências mais poderosas da área.

Autenticidade vence. Sempre.

Os consumidores desconfiam cada vez mais do marketing e propaganda, não só a autenticidade, mas, até mesmo, a honestidade tem se tornando algo crítico para as marcas.

A grande maioria dos consumidores (86%) afirma que a autenticidade é um fator importante na decisão de qual marca apoiar. (Stackla Report). Este número é ainda maior entre os millennials. Desde que as pessoas começaram a confiar mais em humanos do que em marcas, o marketing de influência tem sido e continuará sendo uma tendência. Nós podemos estar cegos quando o assunto são anúncios, mas um conteúdo autêntico criado voluntariamente por clientes fidelizados chama a nossa atenção facilmente.

Um dos principais exemplos de como usar o UGC (User Generated Content), ou, em português, conteúdo gerado por usuários, é o da GoPro. São mais de 5000 vídeos postados por dias com a hashtag #GoPro – que vão desde  saltos em queda livre e saltos de paraquedas na vertical até vídeos da natureza selvagem e de iniciativas preocupadas com o meio-ambiente. Como eles conseguiram criar tamanho engajamento? Enquanto os concorrentes deles falam apenas de lentes à prova d’água e níveis de megapixel, a GoPro promove a paixão, inspira e cria admiração. Através de conteúdos confiáveis e engajados gerados por usuários, usado em vários dos seus canais de marketing, eles conquistaram os corações dos consumidores (e carteiras).

Se esforce para motivar seus clientes a compartilhar suas experiências com sua marca. Isso definitivamente valerá a pena, já que é três vezes mais provável que os consumidores digam que um conteúdo criado por um consumidor é autêntico, se comparado ao conteúdo criado por uma marca.

O sistema de busca por voz está em crescimento

Cerca de um terço dos 3.5 bilhões de buscas realizadas pelo Google todo o dia são buscas por voz, com assistentes pessoais guiando o caminho (TheeDesign, 2017). Mais e mais pessoas usam a Alexa da Amazon, a Siri da Apple e o Assistente do Google todos os dias. Como a capacidade deles de reconhecer a fala humana melhorou significativamente, os assistentes pessoais podem ser incrivelmente úteis tanto na pesquisa de informações na internet como para fazer coisas pela casa.

O que a mudança para pesquisa por voz significa para os profissionais de marketing? Principalmente, muito trabalho. A pesquisa por voz difere da busca típica no computador ou em dispositivos móveis. Quando você abre o Google no seu browser e digita no campo de pesquisa, você verá centenas de resultados de páginas. Não é tão difícil assim ser um deles. Mas, quando você faz uma pergunta para a Siri, ela te dará somente alguns resultados. Muitas vezes, somente um. Se o seu site estiver entre um deles, o CTR,  taxa de clique, pode ser muito alto. Mas, em primeiro lugar, ele precisa aparecer nessa busca. Sendo assim, personalizar as suas estratégias de SEO para busca por voz é crucial.

É esperado que a tecnologia de reconhecimento de voz cresça e melhore cada vez mais. Ela causará uma ruptura significante no mundo do marketing. Nós sempre focamos em SEO e na otimização de UX e UI, mas quando não há tela estes aspectos se tornam irrelevantes. Como o seu negócio se adaptará a estas mudanças? Por enquanto, não temos respostas para esta questão.

A ComScore estima que, até 2020, metade de todas as buscas serão feitas por voz. Entender as características da pesquisa por voz e implementá-las nas suas estratégias de SEO definitivamente valerá a pena.

Inteligência artificial oferece o que os humanos não podem

Inteligência artificial é o tópico do momento no marketing. Apesar de muitos ainda não compreenderem suas capacidades e limitações, a tecnologia está tomando forma.

A forma mais ampla de inteligência artificial implementada são os chatbots, que ajudam as marcas a melhorarem o atendimento ao consumidor, sem  uma alta elevação dos custos. Chatbots são mais rápidos do que os humanos para dar qualquer resposta relacionada a dados e em atender pedidos. Eles têm humor, personalidade e oferecem um serviço personalizado para qualquer cliente, a qualquer hora. Os chatbots podem ser integrados a um site, um aplicativo e até mesmo a uma plataforma de redes sociais. Eles também reúnem informações que, mais tarde, podem ser usadas para criar  melhores estratégias de marketing, customizadas.

Um ótimo exemplo do uso de chatbot é o WeChat, plataforma de mensagens por celular dominante na China, com mais de um bilhão de usuários ativos mensalmente (Statista). Além do seu objetivo principal, que é enviar mensagens privadas, o WeChat permite que você lide com várias atividade relacionadas à compras, tais como: pegar um táxi, customizar e comprar um par de Nikes, agendar uma consulta ou pagar as suas contas.

Dito isso, a tendência dos chatbots são sairá sem deixar a sua marca na indústria do Marketing Digital nos próximos anos, na medida em que a inteligência artificial for se desenvolvendo.

A Inteligência artificial também está em crescimento na área de automatizadores de compras de espaços de anúncios na internet. Ela pode ajudar os profissionais de marketing a comprarem anúncios mais eficientes e a focar em um público mais específico. Isto tudo é feito para aumentar as chances de sucesso das campanhas de marketing e reduzir os custos de aquisição de clientes. A tecnologia da inteligência artificial dá aos profissionais de marketing um chance de, finalmente, serem capazes de cumprir a promessa de “usuário correto, mensagem correta, tempo correto, lugar correto.” Não somente antecipar o que pode causar engajamento em um anúncio, mas também ser capaz de passar rapidamente uma oportunidade de oferta em seu sistema de compra de mídias.

Micro-momentos estão tomando conta da jornada do consumidor

Os consumidores de hoje  são bombardeados por conteúdos, anúncios, ofertas, e-mails, notificações no celular e tudo mais, o tempo inteiro. Nós chegamos em um ponto em que não conseguimos processar uma quantidade maior de informação. Os consumidores americanos passam 3 horas e 35 minutos por dia em seus smartphones (eMarketer), as marcas e os profissionais de marketing enfrentam muitas dificuldades para conseguir atrair a atenção de seus públicos. É aí que os micro-momentos entram no marketing.

O micro-momento é um novo tipo de comportamento do consumidor, onde ele se volta, por reflexo, para um aparelho, normalmente o smartphone. Ele faz isso para atender a uma necessidade de aprender, fazer ou comprar alguma coisa. Existem vários tipos diferentes de micro-momentos, como: “eu quero saber”, “eu quero ir”, “eu quero fazer” ou “eu quero comprar”. De acordo com a equipe de marketing de conteúdo do Google, Think with Google, os usuários vivenciam micro-momentos cerca de 150 vezes por dia.  Por que micro-momentos são tão importantes? Porque, em geral, as pessoas decidem em instantes o que vão comprar, onde irão, em qual restaurante comer, o que te dá poucos segundos para conseguir atrair a atenção delas. Micro-momentos funcionam porque eles fornecem ao consumidor a informação correta exatamente quando ele precisa dela.

Ultimamente, toda a jornada de tomada de decisão do consumidor é uma combinação destes micro-momentos, através de vários canais e dispositivos. As marcas bem-sucedidas do amanhã serão aquelas que atenderão as necessidades dos seus consumidores em seus micro-momentos.

Realidade aumentada e realidade virtual – não há apenas uma realidade mais

Os usuários de hoje em dia querem basicamente duas coisas – estarem engajados e ativos na mensagem da marca. A realidade virtual e a realidade aumentada conseguem suprir estas duas necessidades, oferecendo grandes oportunidades na área de experiência do consumidor.

As empresas já estão abraçando o poder desta nova tecnologia, ao criarem conscientização da marca e também ao venderem seus produtos individualmente. A IKEA, por exemplo, tem utilizado a tecnologia do jogo de realidade virtual desde 2016. Em seu aplicativo de compras, com a experiência IKEA de realidade virtual, seus clientes podem experimentar os produtos da loja antes de comprá-los. Marcas como a Nivea, Starbucks e Volkswagen também tem testado esse tipo de tecnologia, usando a realidade aumentada.

A realidade virtual e aumentada estão sendo cada vez mais utilizadas como uma ferramenta de marketing para as marcas. As duas devem valer cerca de 27 bilhões de dólares. É esperado que, em apenas quatro anos, elas chegarão ao valor de 209.2 bilhões de dólares (Statista). O marketing nessas áreas ainda está se desenvolvendo, então é uma ótima hora para explorar suas opções e sair na frente.

As redes sociais tomaram o controle

Existem 3.196 bilhões de usuários de redes sociais no mundo, o que equivale a 42% do alcance de mercado (We are Social). Com números como estes, a significância destas redes não pode ser ignorada – especialmente no mundo do marketing.

Como as redes sociais se tornaram parte do dia a dia de praticamente todo mundo, compreender as mudanças implementadas por elas é essencial para os negócios e isso muda muita coisa. As tendências na redes sociais agora são os vídeos, automatização, e influencers, mas tem muito mais.

O que você deve lembrar acima de tudo é que dominar apenas uma plataforma não é mais o suficiente. Seus leads no Facebook não estão no Youtube, aqueles que estão no Youtube são diferentes dos que leem o conteúdo do seu site. A chave para o sucesso é criar  e pensar o seu conteúdo para diversas plataformas. As redes sociais têm um grande impacto, se você não pensou muito sobre estratégias de marketing para elas, agora é a hora.

A pesquisa por meio de imagens pode ser maior do que você imagina

O desenvolvimento da tecnologia tem levado a pesquisa online a outros níveis e não é somente a busca por voz que está crescendo. Enquanto muitos têm focado no potencial de marketing em capturar as consultas por voz feitas através das assistentes pessoais, grandes marcas como o Google, o Pinterest e a Microsoft estão focando em desenvolver recursos melhores em um SEO Interativo: a busca por meio de imagens ou pesquisa visual.

Como uma pesquisa visual funciona? Quando o Google apresentou sua primeiras lentes, no ano passado, elas foram descritas como um pesquisa ao contrário. Ao invés de digitar um texto e conseguir imagens como resultados, você pode apontar a câmera do seu celular para um objeto e descobrir informações em texto.

A pesquisa visual identificaria os objetos dentro da foto e então procuraria por imagens relacionadas a estes objetos. Por exemplo, baseado na imagem de uma cama, você seria capaz de usar a pesquisa visual para comprar um cama idêntica ou similar a ela.

Apesar do que descrevemos acima parecer incrível, a tecnologia em torno da pesquisa visual ainda é bem limitada. Isso acontece porque esse tipo de tecnologia precisa recriar o processamento de imagem da mente antes de criar aplicativos efetivos e viáveis de pesquisa visual. Não se trata somente de identificar uma imagem. A máquina precisa aprender a reconhecer a variedade de cores, formas, tamanhos e padrões do mesmo jeito que a mente humana o faz.

Como 93% dos consumidores consideram o visual como um fator chave em uma decisão de compra (Kissmetrics), os mecanismos de pesquisa por meio de imagem estão destinados a revolucionar a indústria do varejo.

Conclusão:

A área de publicidade continua crescendo, o que leva a mudanças, inevitavelmente.

Novas tendências de marketing surgem a cada ano. Algumas delas ficam para remodelar a indústria, outras desaparecem rapidamente. Certifique-se que você sabe como distingui-las. Pesquise e, quando for preciso, se adapte.

 

Informações para se lembrar

. Seja autêntico. Faça uso dos conteúdos gerados pelos usuários, é três vezes mais provável que as pessoas acreditem neles do que no conteúdo criado pela marca.

. Até 2020, metade das pesquisas serão feitas por voz. Certifique-se que você entende os aspectos da busca por meio de voz e implemente-as em suas estratégias de marketing,

. Toda a jornada de decisão do consumidor é baseada em uma combinação de micro-momentos, através de diversos os canais e dispositivos. Se você quer ser bem-sucedido no futuro, atenda as necessidades do seu consumidor nestes micro-momentos.

.  O marketing de realidade virtual e aumentada ainda está emergindo. Esse é um ótimo momento para explorá-lo e sair na frente.

. Se você não está nas redes sociais, você não existe.

. A tecnologia de pesquisa por imagem será capaz de fornecer novas oportunidades para as marcas se engajarem e interagirem com seus públicos-alvo de uma forma totalmente diferente.

Receba gratuitamente o Relatório de tráfego do seu site SemRush, a melhor plataforma do mundo. Descubra sem compromisso para quais palavras-chaves o seu site está ranqueado. Deixe seus dados abaixo.

porLeandro Camargo

Os benefícios do marketing de conteúdo e SEO

Os Benefícios do Marketing por Conteúdo

Informação é poder, e isso não é novidade para ninguém. Porém, a cada dia as pessoas são bombardeadas com centenas de novas informações, o que faz com que elas sejam cada vez mais seletivas sobre o que consumir ou não.

Com isso, tudo o que não gera valor, impacta de maneira significante ou propicia algum benefício que acaba sendo deixado de lado, como elemento secundário.

A prioridade é ter acesso aos conteúdos que realmente possam fazer alguma diferença em suas vidas, e com isso o espaço para as propagandas tradicionais tem sido cada vez menor.

Por outro lado, o Marketing de Conteúdo possui a capacidade de atrair e reter o público justamente por adicionar informações relevantes que ajudam a solucionar problemas, e não meramente anunciam um produto.

 

Você irá construir sua estratégia de marketing em terreno alugado ou no seu?

 

Muitas estratégias de marketing digital tem se resumido a investir massivamente em campanhas de compra de mídia no Google e nas redes sociais, para a prospecção de leads a curto prazo.

Mas isso tem um problema pois essa audiência não é da empresa, você está alugando e construindo sua estratégia em terreno alugado.

Já o Marketing de Conteúdo trabalha uma premissa diferente. A empresa é o dono da audiência e segue construindo este ativo de Marketing Digital ao longo do tempo.

Seu blog corporativo é sua casa própria e sua base de contatos é a sua audiência, o pilar fundamental de toda estratégia de marketing digital.

 

Os benefícios do marketing de conteúdo

 

Jornada do consumidor para melhorar o seu ROI

 

Pelo marketing de conteúdo temos a possibilidade de trabalhar a jornada do consumidor em nossos ambientes digitais de forma efetiva. Com a leitura correta da persona conseguimos fazer com que o lead chegue até a conversão de forma assertiva, gerando um ROI (retorno sobre investimento) melhor do que qualquer outra campanha de marketing digital.

 

Melhore o posicionamento da sua marca

 

As pessoas conhecerão melhor a sua marca, afinal você estará construindo a sua própria audiência. E isso não se dá apenas sobre o seu produto, mas sobre a sua área de atuação, já que gerando, conteúdo a respeito de temas relacionados ao que você faz, você estará mostrando a sua experiência e conhecimento. Com isso, além de ampliar sua audiência, você ainda constrói autoridade no mercado.

 

Tenha o seu site nas primeiras posições do Google


Atualmente, 93% das compras começam com pesquisas online em buscadores, principalmente Google. Ou seja: você precisa ser a resposta que os seus potenciais clientes buscam quando fazem uma pesquisa a respeito da sua área de atuação. Com um blog, você terá um canal exclusivamente seu que poderá ser otimizado para corresponder a essa expectativa e ainda reter 100% da atenção do seu público enquanto ele estiver acessando esse canal.

 

Transforme seus leds em fãs

 

Se sua marca produz conteúdo de qualidade para um potencial consumidor, ele deixa de ser apenas um expectador e se torna um verdadeiro apaixonado por sua empresa. Afinal, mais que vendendo um produto, você estará gerando valor a ele, ajudando a solucionar um problema, respondendo a um questionamento ou ensinando algo novo.

 

Grande redução de custos

 

O Marketing de Conteúdo custa 62% menos e gera 3x mais oportunidades de venda que o Marketing Tradicional. Dentre outros motivos, porque ao produzir conteúdo, você está criando uma peça que ficará acessível para clientes e potenciais clientes por toda a vida. O investimento de produção desta peça é feito uma única vez, o que faz com que os ganhos sejam infinitamente maiores se comparados à publicidade tradicional. Além disso, os canais de divulgação deste conteúdo são de menor custo, como redes sociais, blogs e similares.

 

Criação de um canal escalável e mensurável

 

Todos os resultados obtidos durante a execução de uma estratégia de conteúdo, desde acessos ao seu site até receita gerada, são mensuráveis, praticamente em tempo real. Isso permite que você avalie e redirecione os seus recursos e esforços para o que realmente traz retorno para o seu negócio.

 

Gere leads 24 horas e todos os dias da semana

 

Leads são os contatos que você adquire através do Marketing de Conteúdo e que demonstraram interesse pelo seu negócio. Com eles, novos canais de comunicação e novas oportunidades de venda são geradas criando um ativo digital para sua empresa que constantemente traz novos negócios. O conteúdo é imprescindível para geração de leads, nutrição e fechamento de negócios.

 

Agora que você já entende o que é uma estratégia de Marketing de Conteúdo e seus benefícios, é hora de começar. Como qualquer campanha de marketing, é necessário um planejamento bem estruturado.

Desejamos uma caminhada de sucesso! E claro sempre estamos a disposição.

Receba gratuitamente o Relatório de Auditoria SEO SemRush, a melhor plataforma do mundo.

porPara inserir conteúdos no site

Transforme a sua empresa através da venda online.

Transforme a sua empresa através da venda online

O cenário atual das pequenas e médias empresas têm ficado a cada dia pior, isso é fato. Por dois motivos; recessão econômica e mudança do comportamento de compra do consumidor. Mas há uma solução; a venda online pode modificar drasticamente o rumo da sua empresa.

Diante dessa situação a maioria dos empresários fica inerte, realmente são fatores externos que estão influenciando, e de uma forma intensa e irreversível. A crise econômica está aí desde 2011, em meio a políticas econômicas internas totalmente equivocadas e a uma crise internacional que perdura, principalmente na Europa. Não vamos delongar sobre assuntos econômicos, mas devemos estar atentos as circunstâncias que nos cercam e influenciam nossos negócios. Sobre o comportamento do consumidor estamos sempre abordando isso em nosso blog, em nossa abordagem sobre marketing 3.0. Mas vamos recapitular. O consumidor 3.0 é aquela pessoa reivindicativa, que se comunica sempre pela internet, buscando informações sobre tudo, inclusive acerca de produtos e empresas. Todos já sabem da velocidade que as informações se propagam nos dias atuais. A quantidade de informações despejadas nas redes são enormes e pode ter certeza que por menor que a sua empresa for, alguém está procurando pela sua empresa ou comentando sobre ela. O aumento ao acesso as informações é tão grande que chegamos a um nível absurdo e triste, saiu recentemente uma estatística; há mais celulares do que privadas no mundo. Indignante mas mostra a dimensão dessa revolução. E na mesma velocidade das informações o consumidor 3.0 se espalha revolucionando o modo como as pessoas fazem compras e se relacionam com as empresas. Portanto não há como ficar mais a sombra, as pessoas irão se informar antes de qualquer compra. E como as vendas online podem transformar a sua empresa diante desse cenário? A presença digital da sua empresa vai dizer tudo. Primeiro, se você não tem um site infelizmente as coisas estão piores do que se imagina. Vejo muitas pessoas se utilizando de perfis ou fanpages em facebook para falar que tem presença online. Sinceramente, isso é o que a secretária da minha residência faz para vender seus produtos da Avon, com todo respeito que ela e todas merecem. Há inúmeros argumentos que podem ser listados, assunto para outro hora. O uso da internet, principalmente para pequenas e médias empresas que não tem acesso as grandes mídias, é fundamental. Vamos falar claramente, qual o pior investimento que você faz? Aquele que não dá retorno, óbvio. Mas além disso, se você nem sabe que se o que você investiu deu certo ou não!?. Dados reais, de quantos contatos que você teve, através daquele real investido. E mais, o que aquele dinheiro te trouxe de venda. Há muitos anos atrás fui dono de uma gráfica, os empresários chegavam perto de mim e minha faziam uma pergunta básica, “quantos contatos você acha que conseguirei com este folder que estou te encomendando?” Respondia sinceramente, não sei. Algumas pesquisas indicavam na época um retorno de contato da ordem de 1%, mas muito empírica, sem argumentos sólidos diante de muitas variáveis. Na internet tudo é diferente, se é feito uma campanha no google adwords na parte paga como na figura, há relatório de tudo, de como e quando foi gasto cada real. Se for na busca orgânica (não paga), que é a parte logo abaixo, temos estatística em tempo real do que está acontecendo. Então a transparência é impressionante, você pode verificar através de dados reais e exatos de tudo o que foi investido, e isso pode ser acessível a qualquer um. Pelo menos com os meus clientes faço isso, dou acesso aos dados para que eles possam acessar a qualquer momento. E porque isso pode me ajudar na crise? Você pode vender mais, as vendas online estão ultrapassando as vendas físicas em muitos ambientes de negócio. Mas pode vir a pergunta; “você está me pedindo pra investir na crise?”. Sim, e porque você pode investir o quanto quiser, seja cem reais. E mais ainda porque você pode analisar se cada real que você investiu te trouxe retorno, e geralmente os resultados são escalonáveis. Retornos de aumento de faturamento de 10% são considerados baixos na estratégia de venda online. Sinceramente, se for com o profissional certo não há como dar errado. Esse é o pulo do gato, preste bem atenção se você está pensando em contratar o seu sobrinho que é “fera” em informática. Veja bem, isso é negócio e tem que ser feito por quem entende de marketing, puro e simples. As pessoas tendem a achar que o marketing digital é diferente do marketing chamado “tradicional” e NÃO É. E como a venda online vai resolver o meu problema com o meu consumidor 3.0? A internet é a melhor maneira de você fazer isso. A sua presença online é o que as pessoas vão ver da sua empresa, há inúmeras ferramentas para que você transmita a imagem da sua empresa. Vamos exemplificar. Como o seu site é; design amigável, tem usabilidade, fácil de encontrar informações? Responde e monitora os comentários nas redes sociais? Tem no seu site uma parte para depoimentos de clientes? Transmite realmente a imagem que você quer passar no ambiente digital? Enfim, para números não há argumentos. Quem não tem uma forte presença online está perdendo a oportunidade que o mercado está disponibilizando.

Receba gratuitamente o Relatório de Auditoria SEO SemRush, a melhor plataforma do mundo.

porPara inserir conteúdos no site

Como o Marketing Digital pode revolucionar sua empresa

É fato: vivemos na era do marketing digital. Isso se faz perceptível pela quantidade de marcas que anunciam nas redes sociais, na quantidade de e-commerces que estão aparecendo nas buscas do Google e até mesmo na quantidade de e-mails que recebemos com ofertas imperdíveis.

Isso acontece por um motivo básico: as empresas estão, cada vez mais, investindo no marketing digital como forma de atrair novos clientes e fidelizar antigos. Mas o que é marketing digital?

O marketing digital é considerado o marketing 2.0 pelo guru da área, Philip Kotler. Ele prevê as necessidades dos internautas e chega a eles de maneira mais rápida e econômica do que fazem os meios de publicidade convencionais. E, em um meio tão propenso aos conteúdos e informações, é mais do que necessário estar presente no mundo da web.

As vantagens do marketing digital para o seu negócio

Atualmente, as pessoas estão conectadas on-line de uma forma muito expressiva. Basta olhar ao redor enquanto anda pela rua – o que você verá é um monte de gente interagindo pelo celular. Por isso, mais do que nunca, essas pessoas procuram por conteúdos relevantes tanto no Facebook, Instagram, Twitter e outros sites, quanto no próprio Google. E sabe o que isso tem a ver com o seu negócio? Tudo.

Imagine que sua TV tenha estragado e você precise de alguém para consertá-la. Qual a primeira coisa que você faria? Se você pensou “procuraria um serviço de consertos em um site de buscas”, pensou certo. Diariamente, muita gente procura por um serviço ou produto on-line e quer encontrar um conteúdo relevante em relação a ele. Por isso, é muito importante marcar presença na rede de buscas. É como dizem por aí: se sua marca não está no Google, ela não existe.

Além disso, existem também as pessoas que não exatamente procuram pelo seu serviço, mas que possuem certo interesse e são clientes em potencial. Se seu negócio consegue chegar a elas de maneira sutil, apresentando conteúdo relevante (e não um anúncio pipocando na tela), as chances de consumirem seu produto ou serviço são muito grandes.

São muitas as vantagens de se investir em marketing digital:

Aproximação dos clientes: com todos os conteúdos e todas as formas de entrar em contato com o público-alvo on-line, a marca consegue se aproximar dos clientes, criando fidelidade e simpatia.

Aumento das vendas: as vendas são o maior objetivo de qualquer empresa. Com o planejamento do marketing digital, o público é acompanhado desde o início do processo de compra até o final. Ou seja, as chances de não haver nenhum resultado são reduzidas.

Personalização e segmentação: dentre todas as milhões de pessoas on-line, é preciso atingir exatamente o seu público-alvo com conteúdo relevante. Por isso, o marketing digital oferece a possibilidade de encontrar as pessoas certas através de segmentação, entregando a elas um material rico e acompanhando-as em toda a jornada de compra. E isso pode acontecer em vários canais diferentes: no site, blog, redes sociais, e-mail…

Redução de custos: mídias tradicionais, como TV ou rádio, costumam ser muito caras. Em compensação, na internet, é possível criar ações de marketing com um preço acessível a qualquer empresa – tudo depende de um bom planejamento de campanha.

Retorno visível e redução de erros: o marketing digital oferece métricas que mostram exatamente o quanto a empresa cresceu e lucrou com o investimento on-line. O controle das campanhas é grande, sendo assim mais fácil coletar dados, melhorar as ações feitas e corrigir o que não está sendo eficaz.

Como é feito o marketing digital?

O marketing digital pode ser feito de várias formas diferentes, e o uso de cada estratégia vai depender da necessidade da empresa e de um planejamento correto.

Os primeiros passos para que isso aconteça de forma eficaz são a pesquisa de mercado, a definição das personas (ou seja, das pessoas que representam o público-alvo) e quanto se quer gastar em campanhas on-line. Depois, é preciso analisar quais tipos de ação são interessantes para o caso em específico. Alguns dos principais são:

E-mail Marketing: com uma lista de e-mails coletada, seja por links patrocinados do Google que direcionam a uma Landing Page ou ao site, por Redes Sociais ou por outro tipo de cadastro, uma marca pode fazer muito. Um dos principais meios de se entregar conteúdo relevante na internet é por e-mail e, consequentemente, é uma das mais eficazes formas de fidelizar o público.

Google Ads / Links Patrocinados: aumentar os cliques no site de uma marca nos sites de busca é muito importante para que ela se torne conhecida. Por isso, investir em Links Patrocinados é investir no marketing digital e nas vendas da sua empresa.

Inbound Marketing: o Inbound Marketing (ou Funil de Vendas) é uma técnica que faz com que o público-alvo se identifique com uma marca através do conteúdo, gerando o interesse e aumentando o desejo de compra do produto ou serviço. É uma técnica nova, mais barata e mais precisa que o marketing convencional e está revolucionando as vendas de grandes empresas.

SEO (Search Engine Optimization): o SEO é uma estratégia usada para que o seu site seja melhor reconhecido pelas buscas orgânicas (não pagas) de sites de busca. Isso pode ser feito através de um conteúdo bem planejado com palavras-chave eficazes. Quanto mais próximo do topo da lista, maiores as chances de um internauta clicar no seu site e, assim, efetuar uma compra.

Social Media: as Redes Sociais são um ótimo lugar de engajamento e interação com o público-alvo. Por isso, o marketing de Social Media é o mais básico entre todas as estratégias de marketing digital.

Deu para ver que o marketing digital pode fazer muito pelo seu negócio. Por isso, é muito importante, nos dias de hoje, pensar em como utilizá-lo eficientemente para fazer uma marca vender mais no mundo on-line. Se quiser saber como introduzir seu produto ou serviço nas estratégias digitais, entre em contato conosco que podemos te dar uma forcinha. Que tal?

porPara inserir conteúdos no site

Marketing de Emboscada: usando o Pokémon Go para atrair mais clientes

É fato que, cada vez mais, as marcas querem se aproveitar de oportunidades férteis de negócio para poderem crescer, se desenvolver e se tornar mais conhecidas pelo público. Existem várias técnicas para que isso aconteça, como a produção de conteúdo em blogs e redes sociais, as estratégias off-line e agora, mais do que nunca, o uso do Marketing de Emboscada.

O Marketing de Emboscada é uma estratégia usada por empresas, onde elas se aproveitam de grandes eventos para se promoverem, mas de forma sutil e sem precisar de autorização dos realizadores para realização do planejamento. Um grande exemplo de onde isso acontece são as Olimpíadas, que, embora só permitam o uso da marca para as companhias detentoras de direito, acabam sendo um meio fértil para criar ações interessantes que envolvam os jogos esportivos, mas é importante ter o cuidado de não violar as regras do Comitê Olímpico Internacional. Não é fácil, mas com planejamento e criatividade, é possível pensar em oportunidades de negócios que o evento pode oferecer.

Outro exemplo grandioso é o jogo Pokémon Go, lançado no Brasil recentemente e que já faz a cabeça de milhares de pessoas. O aplicativo se tornou um viral no nosso país e no mundo inteiro, simplesmente pelo fato de o jogador poder sair pela cidade caçando Pokémons através da interatividade com o GPS e com a câmera do celular.

Por isso, a pergunta que fica é: o que realmente é o Marketing de Emboscada e como usá-lo no caso da febre do Pokémon Go?

Caracterização do Marketing de Emboscada

Como já dito, o Marketing de Emboscada serve como uma tentativa de ganhar vantagem a partir de eventos extremamente conhecidos pelo público, mas as marcas têm que ter muito cuidado para não infringir a lei. Dentro dele, existem dois tipos de estratégia que são punidos pela lei: associação e intrusão.

Por associação: acontece quando uma marca, produto ou serviço se associa ao um evento conhecido pelo público, tentando aumentar as vendas e a visibilidade. A pena para uma ação deste porte é de três meses a um ano de multa.

Por intrusão: acontece quando uma marca não autorizada planeja uma estratégia que chama a atenção do público no momento do evento, tentando aumentar sua visibilidade. A pena para uma ação deste porte é de três meses a um ano de multa.

Como visto, o Marketing de Emboscada pode se tornar um crime se planejado da forma incorreta. Por isso, ao se aproveitar de um evento de grande porte ou um conteúdo viral, tome cuidado para que sua estratégia não seja barrada pela lei!

Como usar o Marketing de Emboscada com o Pokémon Go?

O Pokémon Go proporciona infinitas possibilidades para as marcas poderem utilizar o Marketing de Emboscada se promover e aumentar a visibilidade, e isso acontece por vários motivos. Alguns deles são: público explorando a cidade com mais frequência, o que pode ser ótimo para o seu estabelecimento, por exemplo. Além disso, o app também promove o encontro de muitas pessoas em um mesmo local, seja para recarregar itens do jogo ou para capturar Pokémons raros, o que também pode ser uma oportunidade interessante para o seu negócio. O aplicativo, portanto, ajuda a fazer as pessoas saírem de casa, socializarem e descobrirem a cidade, ou seja, tudo que você queria que seu público-alvo fizesse, certo?

Para que o Marketing de Emboscada seja usado neste caso, é importante saber atrair o público da forma mais criativa. Algumas ideias interessantes:

Planeje corretamente as estratégias! Faça uma pesquisa prévia e veja se o local em que está localizado o seu negócio é bem frequentado pelos jogadores. Se ele estiver perto de um PokéStop, por exemplo, é um claro sinal de quem você está no caminho certo.

– Sabendo do potencial do seu estabelecimento, dê dicas nas redes sociais sobre Pokémons que se localizam na sua região (se forem raros, melhor ainda!) e até mesmo dentro da sua loja. Isca perfeita para gerar vendas, não?

– Porém, não adianta atrair o público sem oferecer algum diferencial, certo? Faça ofertas chamativas e ofereça serviços gratuitos. Que tal um brinde para aqueles que conseguirem encontrar um certo Pokémon na sua loja ou uma quantidade estipulada deles na sua região? Ou ainda, que tal oferecer recarga de bateria ou Wi-Fi para os jogadores? Assim, com certeza, eles não sairão de mãos abanando da sua loja.

Utilize as iscas para atrair o público! Dentro do jogo, existem técnicas chamadas de “Pokelure” e “Incense” que os jogadores utilizam para atrair Pokémons para o local em que estão. Isso é ótimo para atrair clientes! Além disso, os desenvolvedores do aplicativo já anunciaram que as marcas poderão, em um futuro próximo, patrocinar uma localização específica, aumentando a visibilidade.

Viu? As possibilidades de ações de Marketing de Emboscada envolvendo o Pokémon Go são infinitas, basta pensar um pouco e desenvolver estratégias que se encaixam ao perfil do seu público. Então, que tal investir nessa ideia?

Gosta de Marketing Digital? Então, leia mais artigos como este em nosso blog!

porPara inserir conteúdos no site

O que é Vendarketing e quais os benefícios para o meu negócio?

Todo mundo sabe que o marketing possui um leque de ramificações e que ele pode estar presente em várias áreas diferentes, seja na comunicação interna ou externa de uma empresa ou na área de vendas, como é o caso do chamado Vendarketing. Mas espere aí… O que significa isso?

O Vendarketing é uma área do marketing que surgiu recentemente, de forma a alinhar esta área à área de vendas, gerando workflow e, assim, deixando a equipe mais preparada para fechar negócio.

O termo pode até gerar confusão, mas fique tranquilo! Neste texto, você vai entender o que é esta estratégia e como ele pode ajudar no crescimento das vendas da sua empresa.

O que é Vendarketing?

Em muitas empresas (até mesmo aquelas de bastante sucesso dentro do seu mercado), é comum ver a desconexão entre os setores de marketing e vendas. Este é um problema mais comum do que se pensa: enquanto a equipe de vendas se concentra em fechar negócios, o marketing quer fazer a prospecção.

E essa prospecção do marketing é essencial para a geração de novos clientes, já que, através de suas estratégias, são coletados leads bastante qualificados, ou seja, pessoas que realmente estão interessadas em comprar e estão a um passo disso. Por isso, pode-se dizer que ambas as áreas possuem, no final das contas, o mesmo objetivo, que é o de gerar vendas. Porém, o marketing em si é muito mais eficiente neste caso, já que seu processo de venda é mais qualificado.

E é assim que nasce o Vendarketing: da fusão entre a área de vendas e marketing, otimizando o processo de prospecção e otimizando o tempo necessário para isso, bem como o dinheiro gasto. Uma das melhores formas de fazer isso é através do Marketing Digital, principalmente pelo Inbound Marketing, processo em que pessoas desconhecidas são atraídas por uma marca através de seu conteúdo, de forma que ela se torne um lead e feche negócio, gerando, assim, vendas para a empresa. Para que ele possa ser usado, é necessário planejar a jornada de compra do cliente, criar corretamente as personas, ter KPIs definidos e um processo muito bem criado.

Por que devo usar a estratégia de Vendarketing na minha empresa?

Comecemos por uma frase óbvia: o objetivo de qualquer empresa é gerar lucro através de vendas. Porém, é muito complicado quando as ações de marketing, publicidade e afins não geram retornos mensuráveis, ficando difícil saber se as ações que estão sendo colocadas em prática são, de fato, eficazes.

Um grande benefício do uso do Vendarketing é, definitivamente, que, com ele, você poderá calcular o ROI (Retorno Sobre Investimento) de forma muito mais palpável. Caso não saiba o que é ROI, leia nosso artigo que explica o cálculo aqui.

A área de marketing e a área de vendas, juntas, podem unir forças e dialogar muito melhor, tornando os processos algo mais rápido e mais eficaz. Esta estratégia tem a habilidade de captar clientes da melhor forma, já que transforma ambas as áreas em algo bem estruturado, alinhando os objetivos e interesses e aumentando a receita do negócio.

Como fazer o Vendarketing acontecer na minha empresa?

Agora que sabemos que o Vendarketing é uma estratégia incrível para qualquer empresa, é preciso descobrir o que fazer para que estas áreas estejam alinhadas o suficiente e se tornem algo sólido. O primeiro passo é desenvolver as técnicas de comunicação entre os times, alinhando as ideias, além de definir as métricas importantes, criando metas de negócio, de criar um acordo de serviço e de integrar os sistemas utilizados por ambas as áreas.

Comunicação entre as equipes: muitas vezes, as equipes de uma empresa são tão desconexas que uma não faz ideia de qual a função da outra. Porém, no Vendarketing, todas elas se comunicam, visando as vendas, o lucro e o crescimento da empresa. Desta forma, unem-se os números e estatísticas de vendas com as estratégias de captação de leads através de um workflow, ou seja, da transferência de um lead qualificado para a área de vendas, de forma a fechar negócio.

Métricas indicadoras de resultados: não adianta nada planejar estratégias de marketing e ações de vendas se, no final de tudo, não existirem métricas capazes de indicar a quantas anda a performance da equipe. Todos os integrantes precisam ter objetivos e metas claras, para que possam ser alcançadas e, se isso não for possível, para que seja fácil identificar o que pode ser aperfeiçoado. As métricas vão mostrar exatamente quais estão sendo os resultados de todas as ações para os lucros da empresa, e algumas das mais importantes são os leads gerados, o custo por lead, a taxa de conversão (quantos leads fecharam negócio) e o custo de aquisição por cliente. Ao final de tudo, é muito importante gerar um relatório (que normalmente é mensal) para analisar estes resultados.

Sistemas integrados: é muito importante que os times de vendas e marketing utilizem um software integrado, de forma que facilite o acesso de todos os integrantes da equipe às informações. Dentro do sistema, é fácil ver toda a jornada do lead e o que foi feito em relação a ele, por exemplo. Isso vai ajudar bastante na conexão entre as duas áreas!

O Vendarketing, como visto, pode fazer muito pelo seu negócio, ajudando a integrar duas áreas de extrema força e importância em uma empresa em prol de seu crescimento. Se quiser saber como introduzir seu produto ou serviço nas estratégias digitais, entre em contato conosco que podemos te dar uma forcinha. Que tal?